banner site 4º ano.png
A Bruxa Zelda e os 80 docinhos.jpg

A bruxa Zelda e os 80 docinhos

Eva Furnari

Editora Moderna

     Em Piririca da Serra, o Professor Boris trabalhava em seus inventos, quando recebeu uma carta de seu primo contando que havia encontrado o elixir da juventude inventado pelo avô dos dois, que estava perdido há muito tempo. Boris ficou animadíssimo, claro! E animada também ficou a Bruxa Zelda, que ficou sabendo de tudo e decidiu roubar a receita, que estava anotada num caderninho amarelo. Você deve estar se perguntando quando os 80 docinhos entram na história, não é? Pois não vou contar, só vou dizer que é tudo uma grande e divertida confusão!

414m6hQVpiL._SX325_BO1,204,203,200_.jpg

      Finalmente as férias chegaram, e Joaquim pode se divertir. Acontece que seus pais decidiram levar a família para conhecer a Ilha de Páscoa e, segundo o garoto, não há nada ali, além do fato de a grande atração do local ter caído de cara no chão. Assim começa a saga do clube PaSNo – Pais Sem Noção – uma hilária e curiosa viagem pelo mundo dos moais e pelas mais diversas formas de escrita. Em uma narrativa ficcional que percorre 29 tipos de texto, A queda dos moais trata, principalmente, de grandes momentos compartilhados com quem mais amamos.

A bruxa Zelda e os 80 docinhos

Editora Escarlate